sexta-feira, 26 de julho de 2013

A disciplina do amor



Amar não significa que daremos liberdade plena e exagerada. O amor impõe limites e não faz mal ao próximo.

Já a vontade e o desejo corrompe, não tem limites, destroem e o impulso pode causar um mal sem limites.

Existe um abismo muito amplo entre o amor e o desejo.  O amor é comparado a Deus, pois só DEUS é amor, nos podemos amar, mas ele, em sua essência é amor.

Já o impulso e o desejo vêm da carne que é limitada e impulsionada a atender suas demandas, que no geral não sabe o que é esperar e amar.

Na palavra de Deus nos ensina a amar a Deus com todas as nossas forças

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento”.Mateus 22:37

Se nós somos pessoas que amam e servem a um Deus que é amor, então por amor que temos nos levara sem duvidas a ter uma vida disciplinada. A Disciplina do cristão é fruto de amor por Deus.

Devemos nos disciplinar a estudar a palavra de Deus porque amamos ao Senhor.

Como podemos afirmar que amamos a Deus se não temos amor a sua palavra?

Como podemos afirmar que amamos a Deus se não estamos continuamente lendo a Bíblia?

Existe algo incoerente em um Cristão que ama a Deus e não ama a sua palavra, que não se dedica na leitura da Bíblia e principalmente que não segue o que esta escrito.

“Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite”.
Salmos 1:2

Nossa disciplina também serve aos filhos que disciplinamos porque os amamos e não porque estamos irados com eles.

Desenvolvemos a disciplina de praticar exercícios físicos, não porque temos ódio de nos mesmos, mas porque nos amamos e queremos ter uma vida saudável.

Porque amamos a família que temos de sustentar que nos disciplinamos a trabalhar para ganhar a vida.

No geral, somos pessoas disciplinadas.

O amor nos faz isso. O amor de Deus leva o homem a evitar a pratica do mal de forma inteligente, racional e disciplinada.

Quando fazemos dessa forma, estamos cultuando a Deus e o adorando.

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”. Romanos 12:1

Sacrificando nossos impulsos e nossas vontades e desejos estamos nos apresentando como “sacrifício vivo” e sendo disciplinado estamos sendo agradável a Deus e cultuando de forma racional.

Que em nossos relacionamentos, sejamos sempre focados na disciplina da palavra do Senhor em AMOR a Deus.


Em Verdade,
Raphael Soares
@sraphaelsoares
fb.com/sraphaelsoares
http://www.raphaelsoares.com.br
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..