sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Nadando contra a maré



Em nossa caminhada diária com Cristo, podemos nos deparar com muitas “estranhezas” do mundo pseudomoderno. Às vezes tenho a impressão que o mundo é como uma correnteza, onde o povo anda de acordo com a maré. Se a correnteza te direciona para um caminho, é notório observarmos que a maioria daqueles que nos cercam seguem na mesma direção. Falo de mesmas opiniões, mesmos gostos e mesmos valores – sendo eles certos ou não. Podemos incluir nesse assunto, uma ditadura de valores, de moda e de crença!
Isso também acontece na casa de Deus!



Se observarmos, fica fácil vermos jovens achando que contar vantagens de sua conduta - incluindo a sexual - para um bando de amigos da igreja é dar uma de machão ou de mulher moderna. Pior é perceber que os outros não fazem nada. Ouvem as bobagens e como comentado anteriormente, seguem de acordo com a maré.

Amados, você se sente como um peixe fora d’agua diante de tal conversa e não acha graça nenhuma do que eles estão dizendo? Fique tranquilo - e feliz! - você não está só! Talvez poucos tenham coragem de admitir que “esse mundo tá estranho”.

Hoje em dia práticas como a mentira, a desonestidade, o roubo o suborno, a imoralidade e até assassinato são aceitáveis pela sociedade. A prova é simples. Ligue seu televisor. Tudo isso é visto, não nos noticiários, mas de uma forma “romântica e agradável” nos seriados, nas novelas, filmes e etc. Agora a grande questão: E quem não leva uma vida imoral? Aquele que não é desonesto é visto como um estranho.
Todavia, Deus afirma:

“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!” Isaías 5:20

Na verdade não é fácil “nadar contra a maré”, andar de acordo com aquilo que Deus ordena. Quem quiser seguir a Palavra de Deus, guarde-se da impureza.

Viver de forma integra, sem se tornar participante do pecado e não ceder a “correnteza” forte que ele produz, certamente nos fará aceitos pelo Senhor, mas nem sempre pelo nosso grupo de “amigos”. A grande questão é que devemos colocar o Senhor acima dos nossos colegas. De honra a Deus e obedeça a Ele. Obedeça e Ele o honrará diante de todos.
Para concluir, a diferença entre deixar este mundo estranho nadando na maré ou deixar “nadando contra a maré” é tão grande quanto à diferença que separa o céu do inferno. Simples, não?
Em Cristo,

Raphael Soares
 @sraphaelsoares
fb.com/sraphaelsoares
http://www.raphaelsoares.com.br
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..