sexta-feira, 4 de abril de 2014

Os outonos da vida






É incrível como podemos analisar nossa caminhada com Cristo e perceber que em muitos momentos encontramos nossos “outonos” em vida.

Outono é um mês em que o brilho do sol enfraquece, as folhas secam e caem, folhas ficam amareladas e nem tudo parece estar tão bonito quanto antes.

A nossa caminhada por vezes nos faz pensar assim, estamos no outono da vida, sequidão, reflexo de morte, cores cinzentas, talvez nossa percepção da vida no momento seja esse. Estamos no outono, chuva, molhado, cores amarelas.

Podemos comparar também a vida de Cristo, após seu batismo nas aguas ele foi levado pelo Espirito Santo de Deus para seu outono.

“Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome.” Mateus 4:1-2

No evangelho de Mateus nos mostra que Jesus depois de jejuar e ter fome veio o tentador. (v3, v4). Durante a sua sequidão no deserto, onde as “folhas secaram” e a cor de tudo mudou ele ainda foi tentado.

Essa foi a percepção de outono para a vida de Cristo enquanto no deserto. Uma vez que seu inverno foi certamente a Cruz.

E como vai a nossa visão em relação as folhas secas, podemos enxergar a boa mão de Deus em nossos outonos?

Amados, o outono, onde as folhas caem, o sol não brilha tanto quanto o verão e a chuva constante pode simbolizar o fim de um período e também o renovo, uma constante.

O que parece ser o “Inicio do FIM” é na verdade o renovo de uma vida.

A boa mão de Deus nos deixa as folhas caírem e se ressecarem para dar nova a vida ao dia seguinte.
Mesmo que o sol não brilhe como o verão Ele está lá presente sempre nascendo e se pondo de forma única. Assim Deus nos mostra que tem o controle, que existe um ciclo a ser cumprido.
Que existe o amanhã e até diante o brilho fraco ele está lá.

E quanto a nós, mesmo sem merecer somos alcançados pela graça, maravilhosa graça, somos vistos como arvore, que sempre irá “perder as folhas” mas para frutificar e fazer nascer novas todas as coisas.

Em que no seu tempo dá o fruto certo, e tudo o quanto fizer PROSPERARÁ.

“É como árvore plantada à beira de águas correntes: Dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera!”  Salmos 1:3

Que sejamos agraciados pelo maravilhoso ciclo do outono e que o inimigo não nos tente a enxergar de outra forma esse maravilhoso momento em eu devemos passar.


Em Cristo, em qualquer estação do ano.


Raphael Soares
@sraphaelsoares
fb.com/sraphaelsoares


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..