sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Amor livre da lei





Hoje, em tempos de internet estamos acompanhando doações feitas através de um desafio feito por dois milionários da internet, um gesto que prova que o homem só se completa fazendo bem ao próximo.

Mas além da doação que está sendo feita a nível mundial, estamos mantendo o princípio bíblico que nos ensina a doar em silencio ou estamos alimentando a soberba do homem em sua natureza em pecado e com isso invalidando a doação como reconhecimento aos olhos do Senhor?

“Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.” Mateus 6:2

Ou será que estamos doando apenas para obter algum tipo de retorno ou aceitação do nosso próximo, alimentando assim nossa vaidade?

E quem exorta, aponta, critica e julga, seria falta de amor?

Novamente podemos ficar chocados com a deturpação da palavra do Senhor em detrimento do benefício próprio.

Deus nos ama, nos exorta, nos ensina e nos corrige. Corrigir é ajudar ao próximo, seria ódio ou falta de amor, julgar o homossexualismo e se falar algo contra um líder religioso, um líder cristão então somos deveras repreendido com um jargão religioso “Não julgues para não ser julgado” uma mera deturpação da palavra sagrada, conhecida tecnicamente como heresia, o que muitos aplicam hoje em dia.

“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor.” Gálatas 5:13

Jesus nunca nos negou o julgamento mas sim buscar ter uma vida clara diante do PAI justamente para não ser julgado pelo que estamos julgando. Isso é evangelho.

“Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.” Mateus 7:2

Se julga um pecado que tem irmão, será julgado na mesma medida, isso é bíblia, isso é evangelho, isso também é amor afinal de contas, DEUS é amor e é sobre isso que ele nos ensina.

Agora como podemos amar ao próximo, julgando como o Senhor nos ensina e não cair nas malhas da soberba e se sentindo superior a ele?

Como sempre, em tudo o Senhor nos ensina em sua inerrante palavra TUDO que devemos aprender sobre o segundo e não menos importante que o primeiro mandamento.

“Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” Gálatas 5:14

Então, como devemos amar ao próximo de forma verdadeira, franca e honesta com o Senhor e com o próximo mesmo diante de nossa natureza corruptível?

Características do amor que Cristo fala.

Paciência, no tempo moderno e acelerado, a paciência é quase um milagre mas é prova de fé no Senhor e amor ao próximo, somente assim nos tornamos pacientes.

Respeito não apenas como forma de respeitar a decisão do próximo mas sendo cortês com todos a sua volta.

Naturalmente o homem é cortês e respeitador com seus superiores, lideres ou alguém que precisa ou depende mas o respeito envolve todos, independentemente de credo, posição social ou financeira.

Perdoador, devemos perdoar sempre! Independentemente da decisão de continuar caminhando com o perdoador ou não. O perdão não significa aceitação dos erros de terceiros e sim de liberação para que o ofendido siga em paz e o ofensor note o amor de Deus.

Agora como conseguir tudo isso?

Pela fé somente uma resposta pode ser dada a nossas perguntas e demandas que somente quem vive em Cristo busca.
“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Gálatas 5:16

Que possamos andar em Espirito e livres da lei.

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.” Gálatas 5:22-23

Em Cristo, buscando ombrear com Ele.

Raphael Soares
@sraphaelsoares
fb.com/raphaelsoares.com.br
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..