sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O bode expiatório






A expressão de “bode expiatório” hoje basicamente é um que leva a culpa de outro ou de outros seja por opção, o suposto bode decide ou por imposição, alguém ou um grupo de pessoas resolve imputar a culpa ao bode.

No seu formato original, se tratava de um bode verdadeiro. Todos os anos o sumo sacerdote de Israel colocava as mãos sobre um bode e transferia simbolicamente os pecados do povo para o animal e logo em seguida abandonava ele em um lugar deserto.

Ao contrário do bode da expiação que era sacrificado como oferta pelos pecados, o bode expiatório ficava vivo, para ter em vida o “dono da culpa”.

Podemos hoje em nossa caminhada com Cristo nos atentar a alguns detalhes que podemos aprender com tal expressão.

Devido a nossa natureza humana, ao pecado adâmico principalmente “Pecado em que Adão cometeu” todos, naturalmente tem o desejo de imputar o erro ou a culpa a outro.

“Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.” Gênesis 3:12
Usando o termo popular, o Adão tirou a Eva de bode expiatório, já que imputou a culpa a ela.

E quanto a nós? Já que não temos por hábito pontuar nossos “pecados” ou erros podemos então analisar o que vemos por ai.

Quem nunca viu alguém culpar uma mulher ou o homem pelo adultério cometido ‘a culpa é dela(e) porque ela(e)...”

Quem nunca viu alguém culpar as circunstâncias por um pecado? Poderia citar uma infinidade de pontos, culpam a igreja, a Eclésia, o ministério, a música, o Vaticano, o papa, o diabo por tudo mas ninguém chega e diz “Eu cometi um erro”. Qual a motivação disso?

Talvez a motivação seja a medida que falta para sua cura.

“Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz.” Tiago 5:16

Quando consideramos confessar a alguém pode gerar uma certa ansiedade já que naturalmente vamos pensar em diversos pecados que possamos ter cometidos.

Também nos traz conforto e refrigério pois nos leva a procurar uma pessoa de extrema confiança, reafirmando um forte relacionamento e isso é importante em nossa caminhada.

E se existe algum vicio no seu pecado, o que e muito comum, você pode ser curado.

E agora, podemos nos curar ou eleger alguém para bode expiatório?

Em Cristo,

Raphael Soares



@sraphaelsoares
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..