sábado, 6 de junho de 2015

O que anda acontecendo em nossas famílias?





Infelizmente em nossa caminhada enquanto nessa terra estamos assistindo perplexos o investimento pesado de todos os meios de comunicação em destituir a família no modelo que o Criador fez.

E uma das áreas que o Senhor tem me mostrado, gostaria de compartilhar algo que espero edificar a sua família.

Uma delas eu considero uma das principais está no livro de Jó. Livro este que é muito apregoado acerca da prosperidade em meio a perdas profundas e comumente destrutivas.

Agora existe uma referência em que comumente deixamos de lado mas talvez seja uma grande receita para uma família feliz e próspera.

“Existe uma grande deturpação a respeito da prosperidade hoje.
A prosperidade que muitos buscam é na conquista de bens mas a prosperidade do Senhor começa na família”

Pois bem, a palavra inerrante do Senhor nos ensina que existia um homem próspero em todas as áreas da vida e logo no início ele nos diz claramente o que ele fazia.

Alguns pontos em que podemos ver no livro de Jó que comumente não é pregado nas igrejas.

“Sucedia, pois, que, decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente. ” Jó 1:5

Jó continuamente orava pelos seus filhos.
Zeloso e temente a Deus ele como sacerdote do lar buscava continuamente oferecer holocaustos segundo cada um deles.

Fica a inevitável pergunta:
Quando meditarmos na mensagem de Jó, vimos que ele perdeu tudo e o Senhor restituiu em dobro tudo que ele tinha ou focamos na forma dedicada de Servir como ele servia?

A consequência da oração continua de Jó e sacrifícios feitos por cada um deles a Deus (que era comum na época e não mais hoje. Nos remete a consequência que esta no versiculo anterior.
“E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles” Jó 1:4

Seus filhos viviam em comunhão, eles literalmente faziam rodízios na casa um dos outros, um de cada vez. E todos vivam bem.

A história de Jó logo em seguida não continuou muito bem, mas ele estava certo que o Deus que ele servia estava no controle e em todo tempo.

“Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou” Jó 1:20

O que estamos fazendo quando os problemas decorrentes da vida enquanto nesta terra nos assolam? Murmuramos ou adoramos a Deus?

Que possamos ser como Jó, homens que oram pelos seus filhos, que dedicam sua vida de servidão ao Senhor para que possamos colher comunhão, paz e harmonia em nossos lares.

Mas se os dias maus vierem, que possamos ainda sim, nos lançar por terra e adorar ao Senhor.

Em Cristo, precisando orar mais, tanto nos dias bons, mas também nos dias ruins.

Raphael Soares



← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário

..